sábado, 13 de junho de 2009

Batendo Perna 4 - Vila Penteado

Lá vamos nós de novo ... agora numa tarde de sexta-feira, friozinho, tempo feio e uma aula da pós-graduação de Design de Interiores do Senac na Vila Penteado, também conhecida como FAU Maranhão. Primeiro algumas imagens históricas da casa que completou 100 anos em 2002. Projeto do arquiteto sueco Carlos Eckman, um dos melhores exemplos de art nouveau em São Paulo:

Abaixo, foto do que hoje é um grande saguão e que na época de sua construção era o hall de entrada da residência:
O monograma da família Alvares Penteado.

Nesta foto dá pra ver que o terreno ocupava um quarteirão inteiro. Depois foi sendo vendido para que se construíssem os prédios hoje existentes.


Em 1948 o edifício passa a ser ocupado pela recém criada Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, após a doação da casa e do que sobrou do terreno pela família Penteado, com a condição específica de que a edificação só poderia ser utilizada para fins educacionais.


Até 1969 o curso de graduação da FAU funcionou na Rua Maranhão, até que foi inaugurado o Edifício (hoje) Vilanova Artigas, na Cidade Universitária. Na foto acima o Prof. Luis Inácio de Anhaia Melo (diretor da escola e aquele da avenida), na sala dos espelhos, onde hoje ocorrem as bancas de mestrado e doutorado.


Em 1973 a FAU retoma as atividades na Rua Maranhão com a pós-graduação, o que permanece até hoje. A partir de 1988 começa um projeto de restauro do prédio, passando inicialmente pela solução dos problemas estruturais e de infiltrações (parece sina!) para em seguida serem feitos os trabalhos de restauro das pinturas e elementos ornamentais.



Hoje em dia o prédio tem várias partes restauradas e outras aguardando novos projetos de restauro. É bom lembrar que o restauro ocorreu parte em função de um programa da reitoria da USP para preservação dos edifícios históricos da universidade, num trabalho de atelier escola de restauro. A responsável pelo trabalho na época em que cursamos o mestrado era a Arq. Regina Tirello, que fazia doutorado na FAU e acompanhava os trabalhos ao mesmo tempo.
.
E agora, fotos da visita :
Detalhe do piso de uma das varandas:
Detalhe do trabalho em madeira dos caixilhos:

Abaixo, eu, o Prof. Alexandre e os alunos reconhecendo o terreno e dando aquela passada pelo exterior da casa. A ornamentação externa é muito singela, bem mais sutil que alguns outros exemplos de arquitetura art nouveau, principalemente na Europa.


A clássica foto com a turma , na escadaria de acesso.

O chafariz:E dái em diante vai o registro do passeio pelo interior. As imagens falam por si só, e acho legal cada um tirar as suas conclusões.

Detalhe do piso:

A biblioteca, recém restaurada e reformada. Ficou muito boa.

Vistas do hall e corredores :






Detalhe do gradil:
Sala / corredor compeças de mobiliário (já da época da ocupação pela FAU)
O cabeção!

Detalhe da pintura do hall
E algumas vistas do exterior da casa:


Voltando ao interior, detalhe insano da ornamentação das salas ...
E pra finalizar, a charmosa "tia" que guarda um dos corredores ...
É isso aí. O passeio é curto mais rico e interessantíssimo. O prédio, por ser da USP é público, pode ser visitado, basta se apresentar na portaria e assinar um termo de responsabilidade. É uma bela opção para matar o tempo numa tarde fria em São Paulo.
.
Até a próxima !

Um comentário:

my disse...

Bacana Betão, quem nunca estudou lá vê com olhos turísticos e históricos, o que sempre significa experiência singela; para quem estudou o espaço tem vozes, rostos, fatos e significados únicos, impregnados nas paredes deste edifício inesquecível. Adorei a visita virtual e rever minhas prórpias memórias:)